A CADA 24 HORAS, CAPITAL TEM 12 CASOS SUSPEITOS DE ZIKA VÍRUS

Com quadro preocupante, prefeitura decretou estado de alerta contra o aedes aegypti

Em apenas 21 dias, a Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) registrou 259 casos suspeitos de zika vírus em Campo Grande, colocando o município em estado de alerta contra o mosquito aedes aegypti, transmissor também da dengue e da febre do Chikungunya. Isso significa que, por dia, 12 novas suspeitas são registradas na Capital.

Conforme os dados divulgados no Diário Oficial desta terça-feira (22), do início do ano até agora, 10.403 casos suspeitos de dengue foram contabilizados. Deste total, 4.013 foram confirmados, sendo 5 ocorrências graves.

Três pessoas morreram de janeiro até agora vítimas da doença. Em relação às notificações da febre do chikungunya, são 119 até agora.

A preocupação com esses números e a iminência da repetição de uma epidemia como a registrada em 2013, fez com que a prefeitura decidisse criar um gabinete para tratar do controle do mosquito transmissor das doenças.

Conforme a publicação, o gabinete será composto por representantes da Secretaria Municipal de Saúde Pública, Secretaria Municipal de Segurança Pública, Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação, Secretaria Municipal de Administração e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano.

Dentre as atribuições do gabinete, a de garantir que todos os casos de dengue sejam notificados à Sesau, a elaboração de relatórios monitorando a situação na cidade.

Canal para denúncias de focos do mosquito da dengue também está disponível à população por meio do telefone (67) 3314-9955. Fonte Correio do Estado.