ACADÊMICA PEDE DINHEIRO PARA AGIOTA E NA ENTREGA É ESTUPRADA

Acadêmica, de 25 anos, foi estuprada por agiota depois de pedir dinheiro emprestado. O fato ocorreu na noite de ontem (24), na casa da jovem, em bairro de Campo Grande.

A vítima declarou à polícia, em Boletim de Ocorrência, que, na semana passada, comentou com uma amiga que precisava de certa quantia em dinheiro para quitar algumas contas. Na ocasião, o homem foi indicado por já ter feito empréstimo para uma pessoa conhecida.

Na mesma semana, a acadêmica entrou em contato com o agiota, por telefone celular, e ele disse que não estava na Capital, prometeu que retornaria quando chegasse. Na noite de ontem, o criminoso telefonou para a vítima e pediu o endereço da casa dela para entregar a quantia do empréstimo.

Algum tempo depois, o homem chegou ao local, acompanhado de outro homem, em um carro do modelo Uno Mille. A vítima disse que recebeu o agiota do lado de fora da casa e, depois de conversar e pegar o dinheiro, ele lhe pediu um copo com água.

O criminoso, então, acompanhou a jovem para dentro do imóvel e passou a acariciá-la. Depois, a elevou para um quarto e consumou o estupro com uso de preservativo, de acordo com relatos.

Diante do desespero da estudante, que não parava de chorar, o estuprador parou o ato sexual e ainda disse que ”se soubesse que o abalo emocional dela seria tanto, nem teria começado”. Recusou, ainda, a devolução do dinheiro.

ARGUMENTOS

A vítima contou que, durante a conversa ainda do lado de fora da casa, o homem alegou que havia servido à Polícia Militar entre os anos de 2009 e 2003 e que havia pedido exoneração por não concordar com ”a corrupção da corporação”. Ele disse que atuou como caminhoneiro e nos últimos anos se dedicava a empresar dinheiro a juros.

O caso foi denunciado à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), que abriu inquérito para investigação. Nenhum suspeito foi identificado. O nome, curso e endereço da vítima foram preservados. Fonte Correio do Estado.