ÀS VÉSPERAS DE DECISÃO NA LIBERTADORES, LEVIR VÊ GALO SEM ESTABILIDADE

Copa Libertadores

levir culpi
Apesar das dificuldades, Levir mantém otimismo (Divulgação/Super Esportes)

A derrota para a Caldense, por 1 a 0, pelo Campeonato Mineiro, deixou claro: o Atlético não superou o momento de instabilidade. O técnico Levir Culpi não foge da realidade, mas mantém o otimismo.

“Não temos ainda estabilidade nesse momento, comparado com jogo passado, o clássico (com o Cruzeiro) ficamos bem longe. Vamos levar em consideração que a Caldense está em segundo lugar, motivada para enfrentar o Atlético. Não dá para lamentar. Temos um caminho meio longo pela frente”, diz.

Na próxima quarta-feira, o Galo tem uma decisão pela frente. Na lanterna do Grupo 1 da Libertadores, sem somar pontos em dois jogos já disputados, o time precisa reagir frente ao Independiente Santa Fe, em Bogotá.

Com o time enfrentando problemas de entrosamento, reflexo dos importantes desfalques, Levir projeta uma boa sequência para o Galo. Porém, alcançá-la vai exigir esforço de todos:

“O problema é de entrosamento. Os jogadores que entram não têm as mesmas características. É preciso que o time se encaixe novamente. A gente tinha uma maneira de jogar, trocava pouco jogadores. É outro momento, agora é de baixa. Temos que ter tranquilidade para equilibrar. A sequência nossa, tenho certeza, vai ser muito melhor. Vamos voltar à normalidade do ano passado, mas vamos sofrer um pouco ainda”, diz. Midiamax.

 Paniago 1