CASOS DE ESTUPRO NO AMBIENTE FAMILIAR QUASE TRIPLICAM NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015

Violência Doméstica

estupro1No primeiro semestre de 2015, Campo Grande registrou 2.905 ocorrências de violência doméstica, de acordo com estatística da Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). O número representa uma queda de cerca de 13,5% nos casos em comparação com o mesmo período do ano passado, porém, houve aumento nos casos de estupro.

Os dados envolvem casos em que foram registrados boletins de ocorrência de 1º de janeiro até o dia 30 de junho de 2015. De acordo com a estatística, o número de casos de estupros cometidos dentro do ambiente familiar quase triplicou, passando de cinco registrados em 2014, para 13 em 2015. 

Violência doméstica é o terceiro crime com mais registros de ocorrência na Capital, ficando atrás de furtos, com 8,039 registros, e roubos, com 3,205 casos. Fatos atípicos, que não são considerados crimes, como extravio, foram os que mais tiveram registros, com 18.073 boletins de ocorrência.

De acordo com a Sejusp, a maioria dos casos registrados são por ameaça (1.277), lesão corporal dolosa (833), vias de fato (346) e injúria (334).

Homicídio manteve as mesmas estatísticas, com um caso simples e três por homicídio qualificado. Foi registrado ainda, em 2015, um caso de feminicídio, violência doméstica e familiar na forma tentada.

Outros casos registrados são por calúnia (2), difamação (14), injúria real (59), lesão corporal dolosa na forma tentada (3) e lesão corporal recíprocas (10).

Já no interior do estado foram registrados 5.409 casos de violência doméstica, sendo registrados um homicídio, um incêndio qualificado e três estupros. Os principais casos também foram ameaça, com 448 registros, e lesão corporal dolosa, com 330. Em 2014,foram 5.432 casos no interior. Fonte Correio do Estado.