COM DOAÇÕES, AMIGOS COMPRAM PRESENTES PARA ALEGRAR CRIANÇAS EM COMUNIDADE

A comunidade Bom Retiro recebeu motivos para comemorar o Dia das Crianças nesta quarta-feira (12). Com pouca perspectiva, diante dos poucos recursos onde vivem 130 famílias, cerca de 170 meninos e meninas celebraram com alegria a visita de voluntários que formam uma verdadeira “Corrente do Bem”.

A ação é simples, mas tem significado especial, especialmente aos pais, que não teriam condições de comprar qualquer lembrança. Na alegria da filha, o pai Rogério Carvalho, de 29 anos, descreve a importância do gesto. “Moro com minha esposa e tenho três filhas. Nossa situação aqui é complicada, sem estrutura. Assim como eu, a maioria dos pais daqui não têm condições de comprar um presente. Estou muito feliz”, diz.

A gratidão do pai é reflexo no rosto da pequena Rafaela Carvalho, de 9 anos, afinal, não é sempre que ela recebe um presente, e desta vez, de quebra, veio três. “Ganhei uma chapinha, um espelho e uma boneca bárbie”, comemora. Eufórica, Rafaela corre para brincar no pula-pula com os amigos.

Tudo faz parte de um projeto iniciado no início do ano por um grupo de voluntários denominado “Corrente do Bem”. Uma das coordenadoras, a estudante de nutrição Roselene Louveira, de 43 anos, disse que sempre quis montar algo para ajudar as pessoas e hoje comemora a primeira ação oficial do grupo. “Sempre foi meu sonho e desde o começo do ano, estávamos pensando, organizando e finalmente conseguimos. Arrecadamos 190 brinquedos para distribuir nesta comunidade”, explica.

Além dos brinquedos, o grupo contou com apoio de outras atividades voluntárias. Na união de forças, conseguiram pula-pula, pipoca, algodão doce, suco e ainda arrecadaram mantimentos para o cachorro-quente preparado pela própria comunidade. Pinturas artísticas, nos rostos dos pequenos, foi outra atividade alcançada, com apoio dos voluntários.

“Estou muito contente, é muito boa esta iniciativa. Meu marido trabalhou na construção das casas da comunidade e está há três meses sem receber. Não tínhamos condições de comprar nada este ano e o difícil é que as crianças não entendem. Tudo isso alegrou o dia delas”, agradece a dona de casa, Sonia Clara Gippi, de 51 anos. Além do marido, ela mora com casal de filhos, um genro e uma neta.

Ainda segundo a coordenadora do Corrente do Bem, cerca de 1200 pessoas já fazem parte de um grupo no Facebook, mas durante a ação deste feriado, estavam presentes cerca de 15 representantes, que ajudaram na distribuição dos brinquedos e na organização das atividades. A organização do evento também contou com a colaboração da própria comunidade. Fonte Midiamax.