DELCÍDIO: “ESTOU DE ALMA LAVADA”

Com o sentimento de justiça feita e com a alma lavada, o ex-senador Delcídio do Amaral (PTC) participará das eleições deste ano, sendo candidato ou não. Há grandes chances dele concorrer novamente ao Senado Federal, desta vez, em cima do palanque do ex-governador André Puccinelli (MDB), pré-candidato à sucessão estadual.

O político foi absolvido  no processo em que era acusado de obstrução à Justiça, envolvendo a Operação Lava Jato. O ex-senador foi denunciado em 2015 pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal (STF) por ter, na época, foro privilegiado. Delcídio, na avaliação de Janot, tentou comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Ele foi preso e perdeu o mandato no Senado Federal em 2016.

Durante as investigações, a Promotoria de Justiça do Distrito Federal não encontrou provas para pedir a condenação do ex-senador. Foi observado ainda o uso de provas ilícitas na denúncia. Fonte Correio do Estado.