DETENTO É ENCONTRADO MORTO NA PENITENCIÁRIA DE SEGURANÇA MÁXIMA

Detento Júnior César Franco Prieto, 41 anos, foi encontrado morto na tarde de ontem na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. De acordo com o boletim de ocorrência, ele foi encontrado por agente penitenciário, depois do encerramento do banho de sol, enforcado em corda artesanal presa às grades, no saguão superior do Pavilhão 2.

Equipe da Polícia Civil e perícia foram ao local e irão investigar o caso, registrado como morte a esclarecer. Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) informou que está apurando as circunstâncias da morte do detento.

Ainda segundo a Agepen, Júnior César estava preso na Máxima desde o dia 1ºde abril de 2015, já tendo várias passagens anteriores pelo presídio e por outras unidades prisionais do Estado. Ele estava condenado a pena de 28 anos e cinco meses pelos crimes de tráfico de drogas, roubo e uso de moeda falsa.

NAVIRAÍ

Ontem, Cristiano Carvalho de Mello, de 29 anos, apontado como integrante da facção criminosa PCC, foi encontrado morto em cela do Presídio de Segurança Máxima de Naviraí.

Ele estava com uma corda enrolada no pescoço e amarrada na grade da cela onde estava preso.

Mello foi preso em 2014, acusado de tráfico de drogas e seria um dos líderes da rebelião que ocorreu em agosto do ano passado no presídio, que acabou com dois detentos mortos e três feridos. Depois da rebelião, ele foi transferido para a Capital e retornou para o presídio de Naviraí na terça-feira (10). Caso foi registrado como morte a esclarecer. Fonte Correio do Estado.