DIFERENTE DE ÁGUA CLARA, PREFEITURA DE CAMPO GRANDE ENTRA EM PÂNICO PARA PAGAR 13º E SERVIDORES

Diferentemente da Prefeitura de Água Clara, que já quitou em parcela única o 13º salário do funcionalismo, demonstrando assim austeridade e boa gestão dos recursos públicos e equilíbrio financeiro.

Já a Prefeitura de Campo Grande tem dez dias para tirar de onde for possível R$ 80 milhões para pagar o 13º dos servidores. Sem reserva para a despesa adicional, o município corre contra o tempo para garantir o pagamento dos funcionários no prazo legal, dia 20 deste mês.

Ontem, foi publicado no Diário Oficial da Capital (Diogrande) decreto que trata sobre a desvinculação de receita, uma das estratégias para conseguir parte do dinheiro. Outras fontes possíveis – mas ainda não asseguradas – de receita são valor a ser pago pela Câmara de Vereadores, depósitos judiciais, arrecadação do programa de conciliação fiscal e recebimento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) antecipado, cujo uso de recurso está suspenso.

“Não fizemos esse planejamento, porque precisamos destinar cerca de R$ 8 milhões mensais para cobrir o deficit previdenciário”, informou ontem o secretário de Receita, Disney de Souza Fernandes. Fonte Correio do Estado.