EDUARDO CUNHA É ELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

De acordo com o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), eleito presidente da Câmara, “o parlamento soube reagir no voto” à tentativa do governo de impedir a sua vitória. Ele afirmou, porém, que esse “é um episódio virado” e que ele e seus aliados não devem “fazer disso nenhum tipo de batalha.”

Ainda no seu discurso após conquistar a presidência da Câmara, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) voltou a dizer que não fará oposição ao governo da presidente Dilma Rousseff, mas defendeu a independência da Câmara.

Além de Cunha, foram eleitos para compor a Mesa Diretora da Câmara os deputados Valdir Maranhão (1º vice-presidente), Giacobo (2º vice-presidente), Beto Mansur (1º secretário), Felipe Bornier (2º secretário), Mara Gabrilli (3º secretário) e Alex Canziani (4º secretário). Os quatro suplentes da Mesa Diretora serão os deputados Mandetta, Gilberto Nascimento, Luiza Erundina e Ricardo Izar

Segundo analistas políticos esta foi uma “derrota significativa” para o Palácio do Planalto. A expectativa era que Arlindo Chinaglia (PT) recebesse 180 votos, mas acabou com 136. Essa diferença é que possibilitou a vitória de Eduardo Cunha em 1º turno. O índice de traição dos partidos que apoiaram oficialmente a candidatura do petista foi altíssimo.