ESCOLAS ESTADUAIS FAZEM PARALISAÇÃO E SUSPENDEM AULAS NA REGIÃO DE CAMPINAS

Escolas estaduais de Campinas (SP) estão com aulas suspensas nesta segunda-feira (19). Professores aderiram ao dia nacional de paralisação contra a reforma da Previdência e, pelo menos, duas unidades de ensino ficaram fechadas aos alunos na cidade, segundo apurou a reportagem da EPTV, afiliada da TV Globo. [Veja quais escolas estão paradas, abaixo]

O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) não informou o número total de instituições que aderiram à paralisação. Disse, apenas, que 30% das escolas estaduais estão paradas na região, algumas delas com funcionamento parcial.

A Secretaria Estadual de Educação informou que está fazendo um levantamento das unidades paradas nesta segunda. Disse, ainda, que as aulas perdidas serão repostas.

Dia nacional contra a reforma da Previdência

Na região de Campinas, houve paralisação de funcionários da Replan, a refinaria da Petrobras em Paulínia (SP), e também uma manifestação na CPFL, em Campinas. Os atos fazem parte do dia nacional contra a reforma da Previdência.

Escolas paradas

De acordo com a EPTV, 1,5 mil estudantes matriculados na Escola Estadual Eduardo Barnabé, no DIC 1, ficam sem aulas nesta segunda. São alunos do ensino fundamental e ensino médio.

Um cartaz foi colocado na entrada da escola avisando sobre a paralisação. Os funcionários do setor administrativo, no entanto, estão trabalhando normalmente.

Na Escola Estadual Professora Rita de Cássia da Silva a situação é a mesma. Aulas suspensas nos três períodos – manhã, tarde e noite – nesta segunda, mas funcionários da administração trabalham normalmente. Cerca de 650 alunos foram afetados na unidade. Fonte G1.