FACHIN MANDA ARQUIVAR DENÚNCIA CONTRA JOSÉ ORCÍRIO NA LAVA JATO

Denúncia contra o deputado federal José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, foi arquivada ontem pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator dos processos da Operação Lava Jato, Luiz Edson Fachin.

Para quitar despesas da campanha eleitoral de 2004, o petista e na época governador de Mato Grosso do Sul teria feito repasses de caixa dois. A acusação consta na delação premiada da publicitária Mônica Moura — esposa do marqueteiro João Santana.

À Polícia Federal, Mônica relatou que a campanha do então candidato a prefeito de Campo Grande, deputado federal Vander Loubet (PT) “teve um caixa 2 bem grande”.

O casal foi contratado para fazer o marketing do PT em diversas disputas eleitorais, inclusive esta, do qual o ex-governador é acusado de efetuar o pagamento irregular.

No contrato de quase R$ 4 milhões, a maior parte foi paga por fora pelo Zeca do PT e o ex-senador Delcídio do Amaral.

“Foi feito um contratinho mínimo com o PT local”, disse a publicitária. Ainda conforme ela, Delcídio pagava o caixa 2 pessoalmente, pois “nunca deixou ninguém pagar por ele”.

Já Zeca do PT tinha um intermediário para  os pagamentos. À Justiça Eleitoral, Vander Loubet informou que o trabalho dos marqueteiros custou R$ 250 mil. Fonte Correio do Estado.