Inmet alerta para risco de tempestade em 72 cidades de MS nesta sexta-feira

A sexta-feira chega com alerta de tempestade para 72 cidades de Mato Grosso do Sul. De acordo com o Instituo Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão é de tempo nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas por vezes fortes, especialmente no oeste, sul e norte do estado. A mínima será de 19°C e a máxima de 33°C.

Em Campo Grande, onde o dia amanheceu chuvoso, a previsão é de tempo nublado a encoberto,  com pancadas de chuva e trovoadas por vezes fortes em pontos isolados à tarde. A mínima na Capital é 19°C e a máxima de 33°C.  Chove forte também em Corumbá, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas.

A cidades que podem ser atingidas por tempestade hoje são: Água Clara Amambai; Anastácio; Anaurilândia; Angélica; Antônio João; Aquidauana; Aral Moreira; Bandeirantes; Bataguassu; Batayporã; Bela Vista; Bodoquena; Bonito; Brasilândia; Caarapó; Camapuã; Campo Grande; Caracol; Corguinho; Coronel Sapucaia; Corumbá ; Costa Rica; Coxim; Deodápolis; Dois Irmãos Do Buriti; Douradina; Dourados; Eldorado; Figueirão; Fátima Do Sul; Glória De Dourados; Guia Lopes Da Laguna; Iguatemi; Itaporã; Itaquiraí; Ivinhema ; Jaraguari; Jardim; Jateí; Juti; Ladário; Laguna Carapã; Maracaju; Miranda; Mundo Novo; Naviraí; Nioaque; Nova Alvorada Do Sul; Nova Andradina; Novo Horizonte Do Sul; Paranhos; Paraíso Das Águas; Pedro Gomes; Ponta Porã; Porto Murtinho; Ribas Do Rio Pardo; Rio Brilhante; Rio Negro; Rio Verde De Mato Grosso; Rochedo; Santa Rita Do Pardo; Sete Quedas ; Sidrolândia; Sonora; São Gabriel Do Oeste; Tacuru; Taquarussu; Terenos; Três Lagoas; Vicentina;

De acordo com o Inmet há risco de ventos intensos, queda de granizo e corte de energia, estragos em plantações, queda de árvores e alagamentos. Em caso de rajadas de vento, não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193). Fonte Correio do Estado.