ISAQUIAS VAI EM BUSCA DO OURO E PODE SE TORNAR O PRINCIPAL ATLETA DO BRASIL

Prata na prova C1 1.000m da canoagem velocidade, na última terça-feira, Isaquias Queiroz está novamente na briga por medalhas. Nesta quinta-feira, às 9h23m, na Lagoa Rodrigo de Freitas, o brasileiro, após passar com tranquilidade pelas eliminatórias e semifinais nesta quarta, tentará subir um degrau no pódio e garantir o ouro no C1 200m.

Caso conquiste, o canoísta será o principal atleta do Brasil da história em uma única edição olímpica. Somente quatro levaram duas medalhas, mas jamais ouro e prata. Em Pequim-2008, o nadador Cesar Cielo foi ouro (50m livre) e bronze (100m livre). Em Atlanta-1996, o também nadador Gustavo Borges garantiu a prata (200m livre) e o bronze (100m livre). Por fim, lá no início do século passado, na Antuérpia-1920, Guilherme Paraense (ouro e bronze) e Afrânio da Costa (prata e bronze), ambos do tiro esportivo, também foram ao pódio em dose dupla.

Na decisão de hoje, Isaquias enfrentará o chinês Qiang Li, o espanhol Alfonso de Alaya, o francês Thomas Simart, Zaza Nadiradze, da Geórgia, o russo Andrey Kraitor, Valentin Demyanenko, do Azerbaijão, e o tcheco Martin Fuksa.

Também nesta quarta, no K2 200m, Edson Silva e Gilvan Ribeiro foram eliminados na semifinal e se classificaram para a final B (9º ao 13º lugares). Já Ana Paula Vergutz não conseguiu sequer avançar à semifinal do K1 500m. Fonte: Extra,