MDB negociará apoio ao governo em troca do comando da Assembleia

A partir do ano que vem, quando começam os novos mandatos dos deputados estaduais e do governo de Mato Grosso do Sul, o MDB analisa se pode voltar para a base aliada do PSDB na Assembleia Legislativa – como era antes –, mas tudo depende de a presidência da Casa de Leis, que está sendo disputada por deputados tucanos, ficar com o deputado Eduardo Rocha (MDB).

O parlamentar Renato Câmara (MDB) comentou sobre a espera de uma decisão de Rocha, com relação à presidência. Ele foi interrogado sobre seu partido voltar para a base aliada do PSDB. “Vamos esperar Rocha decidir se vai querer a presidência”.

Questionado se a aliança com os tucanos na Assembleia Legislativa estaria condicionada à volta do MDB à base dos tucanos em troca da presidência, Câmara negou. “Não está condicionada, mas vamos esperá-lo [Rocha] decidir isso”. Fonte Correio do Estado.