MORADORA REGISTRA INCÊNDIO EM TERRENO BALDIO PRÓXIMO DE RESIDÊNCIAS EM RIBAS

Apesar de ser ilegal, há quem prefira queimar lixo, restos de limpeza do quintal e coisas do gênero. E, em épocas de tempo seco, como a que estamos vivendo em Ribas do Rio Pardo e em todo o Estado, essa situação dificulta a vida de muita gente. Infelizmente se tornou prática comum.

Neste domingo, dia 23 de julho, por exemplo, a Polícia Militar recebeu via 190 mais de cinco reclamações de fogo em lixos e terrenos baldios.

Moradora enviou fotos e vídeo de fogo em um terreno baldio na Rua Delminda Coelho, em Ribas do Rio Pardo que colocou em risco as residências vizinhas, deixando as pessoas em pânico.

Ninguém soube informar como o fogo começou. As autoridades competentes alertam que queimar lixo doméstico é crime. A cidade não dispõe de brigada de incêndio, nem de unidade permanente do Corpo de Bombeiros, muito menos Defesa Civil estruturada.

A Lei de Crimes Ambientais, nº 9.605 de 1998, em seu artigo 54, descreve o crime de poluição, que consiste no ato de causar poluição, de qualquer forma, que coloque em risco a saúde humana ou segurança dos animais ou destrua a flora.

A lei diz que a pena nesses casos pode resultar em reclusão, de um a quatro anos, e multa. Se o crime for culposo a pena pode ser detenção, de seis meses a um ano, e multa. A legislação relata outras situações. Fonte 90fm.