PANSERA DIZ QUE MINISTROS DO PMDB VOTARÃO CONTRA IMPEACHMENT

O ministro da Ciência e Tecnologia, Celso Pansera, afirmou nesta terça-feira (12) que os três ministros do PMDB que também são deputados federais vão reassumir o mandato temporariamente para votar contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Os três ministros do partido que têm mandato na Câmara são, além de Pansera, Marcelo Castro(Saúde) e Mauro Lopes (Aviação Civil).

“Ontem, nos reunimos, os ministros do PMDB, e decidimos que nós três que somos deptuados vamos voltar para fazer a luta contra o impeachment na Câmara. E vamos encerrar o terceiro turno das eleições neste domingo. E vamos ganhar de novo, e só espero que respeitem o resultado”, afirmou Pansera em evento no Palácio do Planalto no qual a presidente Dilma recebeu entidades ligadas a alunos e professores contrários ao impeachment.

Além dos três ministros que são deputados, outros três peemedebistas comandam pastas na Esplanada, apesar de o partido ter anunciado rompimento com o governo: Kátia Abreu (Agricultura),Helder Barbalho (Portos) e Eduardo Braga (Minas e Energia).

Evento no Planalto

A presidente Dilma recebeu nesta terça entidades ligadas à área da educação, estudantes e professores que são contra o impeachment. O ato foi chamado de “Encontro da Educação pela Democracia”,

Eventos como o desta terça têm ocorrido com frequência nas últimas semanas e fazem parte da estratégia do governo de mostrar que, embora enfrente um momento de turbulência no governo, Dilma tem apoio de setores da sociedade. A presidente, por exemplo, já recebeu nos últimos dias juristas, movimentos sociais, artistas, intelectuais e movimentos representativos das mulheres.

Ao todo, 13 pessoas discursaram em apoio à presidente. Ela também recebeu 23 manifestos em defesa da democracia, do governo e contra o impeachment. Fonte G1.