POLÍCIA INVESTIGA SE CORPO ENCONTRADO EM RODOVIA DE MS É DE GESTANTE DE GOIÁS

Polícia Civil investiga se corpo encontrado às margens da rodovia MS-162, em Maracaju, na segunda-feira (27), é de Silvânia Maurício Araújo, 31 anos, que desapareceu no dia 18 de fevereiro em Aparecida de Goiânia (GO) e estava gestante de oito meses.

Delegado responsável pelas investigações, Amylcar Paracatu Romero, disse ao Portal Correio do Estado que Polícia Civil do estado vizinho entrou em contato levantando a hipótese de que vítima poderia ser a gestante, por conta de algumas semelhanças físicas.

No entanto, segundo o delegado, fotos foram enviadas aos familiares, que não reconheceram o corpo como sendo de Silvânia. Ainda segundo a autoridade policial, corpo encontrado na rodovia tinha cicatriz vertical antiga na barriga, que vítima desaparecida em Goiás não tinha, e corpo não era de uma gestante.

“A família não reconheceu, mas vamos fazer exames e confrontação papiloscópica para identificar”, disse o delegado, acrescentando que está em contato com a polícia goiana sobre o caso.

Apesar da suspeita de que a vítima possa ser Silvânia, Romero afirma que não há nada concreto e que investigações seguem para tentar identificar a vítima caso seja descartada a hipótese.

Buscas estão sendo feitas diariamente no sistema Sigo, que gerencia informações das polícias Militar e Civil, em procura por boletins de ocorrência de pessoas desaparecidas.

Corpo foi encontrado envolto em plástico filme de PVC e, depois de descartado, foi queimado com álcool. Mulher tinha cabelo vermelho e não tinha tatuagens.

Delegado disse que laudo de exame necroscópico ainda não ficou pronto, mas que informações preliminares do médico legista são de que há sinais no abdômen e pescoço que indicam asfixia mecânica. Não há suspeitos para o crime, que segue em investigação. (Correio do Estado)