PREFEITO SILAS JOSE GANHA AÇÃO CONTRA VEREADORES DA OPOSIÇÃO E RESTABELECE O ORÇAMENTO 2016.

Os vereadores da oposição ao votarem o orçamento para o exercício apresentaram emendas modificativas, aditivas e supressivas que retaliaram todo o objetivo do orçamento, ficando naquele momento, claro que se tratava de uma forma de tentar inviabilizar a administração.

Com esta ação os vereadores obrigaram o prefeito a não realizar o carnaval para o povo, colocou em risco o transporte gratuito dos universitários, criaram dificuldades na execução orçamentária nos setores de saúde, educação e infraestrutura. Uma das emendas limitava a suplementação orçamentaria em apenas 2%, nos anos anteriores os vereadores aprovaram 50% destinado a este fim.

O que os senhores vereadores não consideraram em sua ação ilegal e inconstitucional é que a ato poderia ser corrigido pelo tribunal, como de fato ocorreu, a justiça restabelece o direito e prova que a intenção da oposição é meramente politica, na tentativa de impedir o Executivo de Trabalhar, pensando na eleição e não se importando com o bem estar do povo.

Nestes quatro meses de 2016, o poder executivo, toda vez que precisou, teve que pedir autorização a câmara, e os vereadores da oposição tentaram barrar o tramite das matérias, o Projeto de Lei 004/2016 que destinava recursos para saúde e educação ficou na gaveta por 45 dias, atrasando o andamento de todos os processos, isso agora acabou, a justiça restabeleceu a ordem e permitiu que o Poder Executivo pudesse agora trabalhar livremente.

A oposição fez de tudo para barrar o andamento da administração, mas graças à ação do Vereador Marcelo Batista, que entendeu que era preciso votar a favor das suplementações para que a cidade não pare o povo não foi mais prejudicado ainda.

Biróca, Alfredo, Jurema e Soró, mantiveram a postura de fazer a politica do quanto pior melhor, afinal fazem parte de um grupo que dominou a politica de Água Clara como ela se encontrava, atrasada e ineficiente.

É claro que esta política rasteira, não podia prosperar mesmo aqueles que estavam no grupo passou a enxergar os erros e ensaiam alçar voos independentes, primeiro foi o Vereador Valdeir Pedro de Carvalho que usou a tribuna para dizer que poderia ser candidato a Prefeito. Marcelo Carvoeiro rompeu com o grupo e passou a atuar de forma independente e recentemente Alfredo Alexandrino coloca seu nome na disputa ao Executivo Municipal.

Restando no grupo os Ex’s prefeitos Tupete e Ésio, ex-vereador Vicente e os Vereadores Soró e Jurema. Grupo que terá dificuldade de manter a pré-candidatura do ex-prefeito Tupete que corre o risco de estar inelegível atrapalhando assim os sonhos do grupo em retomar o poder.