PREFEITURA DIZ QUE VEREADORES NÃO INFORMARAM VISITA E QUEBRARAM NORMAS DE SAÚDE

Chapadão do Sul/MS

A Prefeitura de Chapadão do Sul divulgou nota, nesta quinta-feira (03), informando que ao contrário do que os vereadores dizem, eles não informaram ao responsável do hospital sobre a visita e que teriam entrado para visitar pacientes fora do horário permitido. Toda a confusão terminou com a polícia sendo chamada. Os vereadores dizem que foram impedidos de fiscalizar o hospital.

Ainda conforme a prefeitura, os vereadores teriam entrado na área de cirurgia sem seguir as recomendações e normas de saúde, colocando em risco os pacientes internados. Stephanie Maluf, diretora do Hospital Municipal de Chapadão do Sul, disse que os vereadores Sônia Maran, Rosimari Cruz e Teacher Wagner entraram na área hospitalar sem se identificarem, na noite desta quarta-feira (02). Eles teriam entrado pelo pronto atendimento, enquanto a recepcionista estava atendendo outra pessoa.

Ainda de acordo com a nota, os funcionários contaram que os vereadores iriam visitar dois pacientes, porém, eram 17h20min e o horário de visita é das 13h às 14h e das 19h às 20h.

Depois de verificar esses pacientes internados, os vereadores quiseram adentrar a área do Centro Cirúrgico e uma enfermeira informou que eles precisavam de permissão da diretoria do hospital, do diretor clínico ou da Secretária de Saúde.

Como Stephanie Maluf não estava mais no local, deveriam falar com o diretor clínico, mas ele estava em atendimento médico, e segundo a nota, não foi informado sobre o motivo da visita. Sendo assim, eles teriam entrado sem permissão e aberto as portas da área cirúrgica, comprometendo toda segurança e saúde dos internados no hospital.

A prefeitura informou, ainda, que a secretária de Saúde, Rosimary Barros, ressalta que há todo um conjunto de normas a serem seguidas, pois a possibilidade de visita depende do fluxo do hospital e do acompanhamento com um profissional da saúde.

“Em nenhum momento quisemos omitir informação, inclusive foi enviado um relatório a Câmara no dia 19 de agosto, prestando todos esclarecimentos a respeito dos equipamentos do hospital, ainda existe uma emenda parlamentar no Fundo Nacional de Saúde para aquisição de mais equipamento (autoclave) ” afirma a Secretária. ”Diante da contrariedade das normas hospitalares chamamos a polícia”.

Em nota, Stephanie Maluf disse também que esta não é a primeira vez que entram no hospital sem autorização.

“Não é a primeira vez que entram sem pedir orientação para responsável ou mesmo identificar-se” afirma Stephanie Maluf, Diretora do Hospital. Sobre os equipamentos a Secretária de Saúde esclareceu que estão sendo feitos todos os procedimentos para melhor atender a população. Fonte Correio do Estado.