SUSPEITO DE MATAR MÉDICO E ESPOSA ERA “ACOBERTADO” PELOS PAIS HÁ 1 ANO

Jaraguarí/MS

Maria de Jesus Nogueira de Souza de 54 anos e Silo Nunes de Souza de 56 são suspeitos de favorecimento pessoal, depois de hospedarem na noite desta quarta-feira (16), o filho Willian Nogueira de Souza, foragido há mais de um ano por roubo qualificado e suposto autor do assassinato do médico Abner da Silva, de 79 anos, e da esposa, Irene Soares, de 52 anos, no assentamento Vale Verde, em Jaraguari, na última terça-feira (15).

De acordo com o boletim de ocorrência, durante investigação de policiais civis e uma equipe do Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestros (Garras), no assentamento Vale Verde, informações apontaram Willian como o autor do assassinato do casal que foi degolado.

Além da suposta autoria, os policiais apuraram que o jovem também havia fugido da delegacia de São Gabriel do Oeste há um ano, no momento em que era preso em flagrante por roubo qualificado.

Os pais, a ex-companheira identificada como Ednalva e o ex-cunhado Lucas do Nascimento da Silva foram intimados a depor e confessaram que sabiam que Willian havia fugido da delegacia, mas ainda assim davam abrigo.

O crime foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Jaraguari como favorecimento pessoal e deve ser investigado. Fonte Correio do Estado.