SUZANE VON RICHTHOFEN QUER CURSAR FACULDADE

Detenta cumpre pena no regime semiaberto na P1 Feminina de Tremembé
Detenta cumpre pena no regime semiaberto na P1 Feminina de Tremembé

Suzane Von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão por matar os pais em 2002, fez um pedido à Justiça para cursar uma faculdade. A informação foi confirmada pela Vara de Execuções Criminais (VEC) de Taubaté.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária, a solicitação foi feita em 3 de fevereiro e o pedido chegou a ser negado na última semana pela Justiça. Apesar disso, a detenta, que cumpre pena na P1 Feminina de Tremembé, pediu ao seu defensor que recorresse da sentença.

O G1 apurou que Suzane quer cursar administração em uma instituição de Taubaté. O defensor público Rui Freire, responsável pela defesa da presa, não comentou o caso.

De acordo com o Ministério Público, a Justiça deve emitir um parecer ainda nesta semana sobre o pedido de Suzane. Por telefone, o promotor Paulo de Palma informou que fez questionamentos sobre a garantia de segurança da detenta e que encaminhou o processo novamente à Justiça.

Semiaberto
Suzane von Richthofen obteve a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015.

Após receber o benefício, Suzane foi levada para uma nova ala da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, a P1 feminina de Tremembé, onde ela já estava cumprindo pena. O pavilhão para onde Suzane foi levada foi inaugurado em abril de 2015 para atender presas do semiaberto.

A expectativa era de que a detenta deixasse a unidade em saída temporária pela primeira vez no Natal, mas a Justiça negou o benefício. Na ocasião, a a Justiça acolheu o parecer do Ministério Público, que suspeitou do fato da interna ter apontado que ficaria no período fora da prisão na casa de uma pessoa que não é da família, não faz parte do círculo de amigos dela e nunca a visitou na penitenciária. O endereço seria de uma amiga, de acordo com a interna. Fonte G1.