Transporte escolar terá duas inspeções por ano

Portaria do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) obriga as transportadoras escolares a realizarem duas vezes por ano a inspeção de segurança veicular. Equipamentos, como câmera-monitor, também deverão de ser implantados para atender os requisitos da medida, gerando mais custos para os proprietários de veículos que realizam este tipo de serviço.

O presidente do Sindicato  dos Transportadores Escolares de Mato Grosso Sul (Sintems), Rodrigo Aranda Armoa, afirma que as novas medidas geram mais gastos aos que realizam o serviço e podem impactar o valor final do serviço. “O custo anual de vistoria de uma van escola é em média de R$ 350”. Ele defende que o Detran-MS dê mais prazo para os motoristas se adequarem as normas, submetidas a portaria do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Roberto Hashioka, diretor-presidente do Detran-MS, descartou a possibilidade de ampliar o prazo para adequação. Segundo ele, as normas foram prorrogadas por duas vezes neste ano, justamente para os motoristas se adequarem. “Nós prorrogamos inicialmente até julho e agora até dezembro”. Conforme a publicação, as medidas devem entrar em vigor na data da publicação.

A adesão do Detran as normas do Contran também obrigam os motoristas de transporte escolar a instalar câmeras de ré. O motivo seria aumentar os mecanismos de segurança nesse tipo de transporte. O valor dos equipamentos varia entre R$ 250 e R$ 650. Fonte Correio do Estado