VÍTIMA DE ABUSOS SEXUAIS HÁ 2 ANOS, CRIANÇA TINHA ARMA APONTADA PARA A CABEÇA

Violência contra menores

Um homem de 56 anos foi preso na manhã de ontem (28) suspeito de praticar abusos sexuais na neta da esposa dele, uma criança de 9 anos. Segundo os relatos da criança à Polícia Civil, os casos aconteciam há pelo menos dois anos e durante os atos, o homem algemava a criança na cama e ainda apontava uma arma para a cabeça dela.

A delegada responsável pela investigação, Claudia Angélica Gerei, da Delegacia Especializada na Proteção de Criança e Adolescentes (DEPCA), o caso chegou até a polícia por meio de uma denúncia anônima, feita pelo Disque 100 no mês passado.

Os policiais iniciaram as apurações e chegaram até a criança, que vivia com a avó e o companheiro no bairro Nova Lima.

Conforme a investigação, o “avôdrasto” da criança vivia com a avó dela há 7 meses, no entanto, os dois já se conheciam há quase dois anos.

À polícia, a criança afirmou que era abusada pelo homem com frequência, os atos eram consumados com penetração. Durante os crimes, o homem algemava a criança na cama e ainda apontava um arma para a cabeça dele, ameaçando a menina de morte caso ela não colaborasse.

A vítima contou aos policiais, ainda, que o homem usava vídeos pornográficos, que supostamente seriam dele com outras crianças, para orientar a criança no momento dos abusos.

A prisão preventiva do homem foi decretada e ele foi preso na casa dele, na manhã de ontem. Assim que soube dos abusos, a avó se separou do homem e agora cuida da neta, que já não vivia com a mãe em razão de decisão judicial.

Na casa do suspeito, a polícia encontrou munições. A arma usada nos crimes não foi encontrada e o investigado disse que vendeu o revólver há poucos dias. Fonte: Correio do Estado.