ZELADOR ‘SIMPÁTICO’ VAI PRESO SUSPEITO DE ESTUPRO DE DOIS ADOLESCENTES

O ex-zelador de um condomínio no bairro Los Angeles, em Campo Grande, foi preso depois que a Polícia Civil conseguiu mandado na Justiça Estadual. O homem, de 55 anos, acabou indiciado por dois estupros de vulnerável contra dois adolescentes.

As investigações começaram no mês passado, quando a mãe de uma das vítimas ficou sabendo sobre rumores de abuso e denunciou o caso na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac). O registro da ocorrência foi encaminhado para a Delegacia de Proteção a Criança e Adolescente (Depca).

No primeiro momento, as informações eram de que havia oito vítimas, mas o delegado Fábio Sampaio explicou que dois casos foram configurados. Os adolescentes, ambos de 12 anos, detalharam como aconteceram os abusos, o que reforçou a denúncia. As vítimas também passaram por exame de sexologia forense e laudos serão entregues em breve para serem anexados aos inquéritos.

Um terceiro adolescente, em depoimento, negou que tinha sido estuprado, mas Sampaio explicou que a investigação continuará. O delegado comentou que foi confirmado que entre oito e nove adolescentes frequentavam a casa do investigado, mas o crime de estrupo foi constatado contra duas vítimas por enquanto.

O ex-zelador, que foi demitido depois que a história foi descoberta no condomínio, estava morando na casa de um irmão, no Jardim Imá. Antes, ele tinha uma residência no local e era onde acontecia os estupros, apontou a Polícia Civil.

“Ele era muito simpático. Todo mundo no local confiava nele, que pagava sanduíche e açaí para os adolescentes”, explicou o delegado, que para preservar as vítimas não detalhou como foram praticados os abusos.

Além do mandado de prisão preventiva (sem prazo), os policiais da Depca também cumpriram hoje mandado de busca e apreensão. Na casa do irmão do investigado foram encontrados um videocassete, fitas VHS, dvds, caderno, agenda, um bozó, jogo de cartas e dois celulares. Tudo foi recolhido e será periciado.

“Ele assistia vídeos pornográficos com as vítimas”, explicou o delegado sobre o que apurou em conversa com os adolescentes.

OUTRO LADO

O investigado não quis se pronunciar sobre os dois indiciamentos que sofreu. O advogado dele, Loester Borges, esteve na delegacia e conversou com a imprensa.

A defesa explicou que acompanha a investigação e ainda não definiu a linha que vai seguir para defender o suspeito. Borges disse que não esperava pela prisão do zelador porque ele vinha cooperando com a investigação policial.

“Foi surpresa. Ele estava cooperando com a polícia. Essa prisão foi ilegal, indevida e irregular. Vou entrar com habeas corpus”, afirmou o advogado. Ele ressaltou que não entraria no mérito de negativa ou confissão dos dois crimes que foram atribuídos ao cliente.

SUSPEITA DE VIZINHOS

O caso só veio a tona depois que vizinhos desconfiaram da situação. Uma moradora, que pediu para não ser identificada, contou que viu um dos garotos do bairro beijando o rosto do homem e recebendo uma moeda logo em seguida.

“Estranhei a situação, porque a gente fica sabendo desses casos na imprensa e já fica com medo, fiquei com aquilo na cabeça e decidi perguntar para ele”, contou.

O garoto, conhecido entre os vizinhos por ficar na rua, revelou com detalhes como era assediado pelo homem e disse que havia outras crianças na mesma situação. A moradora decidiu alertar uma das mães.

“Contei para a mãe de um dos meninos e ela fez a denúncia. A gente fica muito preocupado porque a casa dele vivia cheia de crianças. É muito triste”, lamentou. Fonte Correio do Estado.